Se você está ingressando agora no mundo dos investimentos e já ouviu falar sobre a relação entre risco e retorno, esse texto foi feito para você! Mas quem já possui alguma experiência com investimentos também pode ampliar seu conhecimento!

Veja quais os riscos de investir e entenda a relação entre risco e retorno, aprendendo a calcular melhor o risco de seus investimentos e aplicando de forma consciente e analítica!

Entenda a relação entre risco e retorno

Parece curioso que exista uma relação direta entre um maior risco e maiores possibilidades de retorno financeiro para aplicações, mas é exatamente isso que ocorre na maioria das vezes.

Para que você entenda a relação entre risco e retorno, é preciso sempre pensar até quanto de risco compensa para buscar obter maiores lucros e isso só pode ser feito com análises seguras de risco e maior conhecimentos sobre os ativos financeiros.

Quando falamos em risco, estamos falando sobre chances concretas e reais de obter lucro com investimentos financeiros. Já o retorno são as rentabilidades que se espera obter de determinado investimento.

Como avaliar risco e retorno?

[convertful id=”143049″]

Além do risco do próprio investimento financeiro, como saber se determinados investimentos são de alto, médio ou baixo risco, também é necessário avaliar outros fatores, como momento econômico, valorização do segmento no mercado, tempo do investimento e outros.

Assim, o ideal é manter o equilíbrio entre risco e possibilidades de retorno, pois como sempre dissemos, investimentos financeiros não são apostas aleatórias, são formas estudadas e conscientes de obter rentabilidade aplicando dinheiro.

Dicas para ampliar o retorno diante dos riscos

Alguns passos são possíveis para ampliar os retornos diante dos riscos típicos dos ativos e investimentos. Veja mais e entenda a relação entre risco e retorno.

  • Ter investimentos diversificados

Investir em diversos investimentos pode ser uma boa alternativa para quem quer melhorar a relação entre risco e retorno e obter melhores rendimentos.

Quanto mais diversificados são os investimentos, mais os riscos ficam diluídos e mesmo que alguns dos investimentos de maior risco entrem em esquema de muita desvalorização, os outros manterão a rentabilidade equilibrada.

  • Ter uma reserva de emergência

A reserva de emergência é feita deixando uma parte do dinheiro aplicada em um fundo de renda fixa de alta liquidez, que pode ser resgatado a qualquer tempo.

Assim, se houver uma perda em outro investimento, você poderá fazer o resgate antecipado através desse investimento e evitar maiores prejuízos no período.

Cautela na hora de investir

Ter cautela na hora de investir não significa ser recuado e evitar qualquer tipo de risco médio, embora existam investidores que já estão no mercado há muitos anos e possuem perfil muito conservador, e invistam somente em aplicações com risco muito baixo e pouca rentabilidade.

No entanto, investir sempre com rentabilidade restrita não é a melhor opção, já que é possível lucrar muito mais com apenas um pouco de diversificação e certo empenho. Para que alguém entenda a relação entre risco e retorno, a cautela tem relação com medida de riscos e consideração dos retornos.

A melhor forma de começar a investir de forma mais rentável é assumir um certo risco, medindo o cuidado com ousadia. Nunca vale a pena investir em negócios com promessas de lucros exorbitantes, sempre é importante estudar e avaliar. Nunca invista por impulso.

Uma boa estratégia é pesquisar quais os riscos de investir tendo acesso a bons conteúdos. Acompanhe o Canal da Sacre Educação, tendo acessos aos melhores conteúdos sobre aplicações financeiras!