O que são Ações: conheça os conceitos básicos

Conheça as principais dúvidas do investidor iniciante: o que são ações: entenda os conceitos básicos do principal ativo de renda variável.

O investidor brasileiro tradicionalmente sempre teve o hábito de investir em Renda Fixa, seja pela insegurança em investir em aplicações mais arrojadas, ou seja pelo desconhecimento e complexidade dos mercados de Renda Variável.

Visto o grande interesse pelo mercado de renda variável, resolvi escrever este artigo para esclarecer e tirar as dúvidas mais frequentes do investidor iniciante: o que são ações: conheça os conceitos básicos do principal ativo de renda variável.

O que são Ações?

As ações representam a menor parcela do capital social de uma empresa. Isso quer dizer que ao comprar uma ação, você passa a se tornar sócio daquela empresa, e com isso passar a ter direitos e deveres sobre ela.

As ações são negociadas diariamente no pregão eletrônico da nossa bolsa de valores, a B3 (Bolsa, Brasil Balcão). É por lá que compradores e vendedores negociam e transacionam ações.

Começar investir em ações é muito simples: basta você abrir uma conta em uma corretora de confiança, enviar recursos para lá, habilitar a sua plataforma de negociação (home broker), e pronto, você já pode comprar a sua primeira ação.

Importante saber que cada ação é negociada na Bolsa através de um “ticker”. O ticker é como se fosse o código utilizado para identificar uma ação. Veja como exemplo as ações da Vale, que são negociadas através do ticker VALE3.

O que faz uma ação subir ou descer?

Uma das perguntas mais frequentes que vemos os investidores fazerem é: “por que a ação X está caindo hoje?”, ou “por que a ação Y está subindo tanto?”. Afinal, o que faz uma ação subir ou descer?

Nem sempre a resposta para essas perguntas são óbvias. Existem uma série de fatores que fazem com que o preço de uma ação caia ou suba, mas antes de entrar nos principais motivos que “fazem preço no mercado” (expressão comumente utilizada, e que pode ser lida como “movimentam o mercado”), vamos entender um pouco como funciona a dinâmica do preço.

aprenda como é fácil investir em ações

Como é calculado o preço de uma Ação?

Por teoria, a formação do preço de uma ação é dada pela lei da oferta e demanda. Ela é bem simples e óbvia de entender: se tem mais compradores que vendedores, o preço sobe, e o inverso também é verdadeiro.

Mas não basta haver apenas a intenção de comprar ou vender. É necessário que haja a iniciativa de uma das partes em aceitar comprar cada vez mais caro, ou vender cada vez mais barato. E é essa intensidade que irá fazer o preço se deslocar para cima ou para baixo. É a famosa briga do touro contra o urso – o touro é um animal que ataca de baixo para cima, o que faz alusão a um mercado altista; já o urso é um animal que ataca de cima para baixo, o que faz alusão a um mercado baixista.

A briga do Touro contra o Urso no mercado de ações: o touro, que ataca de baixo para cima, representa um mercado altista; o urso, que ataca com a pata de cima para baixo, representa um mercado de baixa.

Por que o preço de uma ação sobe ou cai

Agora que entendemos a dinâmica dos preços, precisamos entender também os motivadores que levam os “players do mercado” (os participantes do mercado) a tomarem tais decisões. Abaixo, menciono os principais motivadores:

1) Divulgação do balanço trimestral da empresa

Esse talvez seja um dos dados mais aguardados pelos investidores. É através do balanço trimestral que verificamos se a empresa está entregando resultados e superando as expectativas dos investidores, ou se a empresa está passando por dificuldades de crescer e expandir seus negócios.

2) Divulgação de Fato Relevante 

Qualquer comunicado que altere de alguma forma a estrutura da empresa, ou mude sua percepção de valor pelos acionistas/investidores: a troca de um CEO, a aquisição ou fusão com um concorrente, a entrada em uma nova área de atuação, entre outros, pode provocar uma variação expressiva no preço das ações.

3) Dados econômicos e política econômica

Mudanças na taxa de juros, variação cambial, expectativa de crescimento econômico (PIB), política monetária (mais expansionista ou mais contracionista), são fatores que impactam diretamente no valuation de uma empresa, e por consequência na forma como os investidores precificam uma ação.

4) Fatores extrínsecos ao mercado

Aqui podemos citar acontecimentos que fogem do campo de visão de qualquer analista do mercado, como por exemplo a ocorrência de uma pandemia ou uma guerra. São fatores, cujo os potenciais impactos para as empresas são desconhecidos. 

Como investir em Ações do jeito certo

O desconhecimento ou a falta de informação faz com que o investidor tome decisões com base no emocional e não no racional. Essa prática acaba gerando grandes distorções de preços nas ações, o que na maioria das vezes se reflete em oportunidades para médio prazo.

Se você quer começar a investir em ações hoje, ou simplesmente melhorar seu portfólio, conheça todas as nossas estratégias disponíveis

Nosso time de assessoria exclusiva em Renda Variável está te aguardando  para te ajudar a montar um portfólio vencedor e consistente para o longo prazo. Preencha o formulário abaixo e fale conosco. Até a próxima!

Share:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Most Popular

Get The Latest Updates

Subscribe To Our Weekly Newsletter

No spam, notifications only about new products, updates.

Categories

On Key

Related Posts

Curso Start – Os primeiros passos nos Investimentos

O Start é um curso para quem busca dar os primeiros passos no mundo dos investimentos. Aqui o futuro investidor, encontrará as respostas certas para as suas dúvidas, e sentir segurança para começar a colocar o dinheiro trabalhar.