Tabela Progressiva ou Regressiva de IR na Previdência Privada: qual utilizar?

Tabela Progressiva ou Regressiva de IR na Previdência Privada: qual utilizar?
Além da modalidade, conhecer as tabelas de tributação é fundamental ao contratar sua previdência privada.

Vamos a mais uma etapa da análise para escolher o plano de Previdência Privada ideal para você! O tema deste artigo é: Tabela Progressiva ou Regressiva de IR: qual utilizar?

No texto anterior, falei sobre a importância de escolher a modalidade correta para usufruir dos benefícios que a previdência possui. Só lembrando, as modalidades são: PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre). 

Além da escolha entre PGBL ou VGBL, também é necessário entender como funciona a cobrança de Imposto de Renda (IR) nos planos de previdência. 

Mas, antes de falar das tabelas de tributação na previdência privada, quero ressaltar um ponto: é a modalidade (PGBL ou VGBL) que vai definir se o IR será cobrado sobre o total aplicado ou apenas sobre os rendimentos.

Você pode entender mais no artigo “Previdência Privada: PGBL ou VGBL, qual modalidade escolher?”.

Entendido o fator modalidade, agora podemos falar de tabela de tributação. Os investimentos através da previdência privada possibilitam escolher se vamos ser tributados pela renda ou pelo prazo de aplicação. Você deve estar se perguntando: mas, como assim? Vamos lá!

Tabela Progressiva de Imposto de Renda

A Tabela Progressiva de Imposto de Renda possui alíquotas que aumentam de acordo com a renda: quanto maior a renda tributável, maior a alíquota de IR. Observe os valores na tabela a seguir:

Aqui, é importante entender que os valores resgatados dos planos de previdência serão somados às outras rendas tributáveis do ano, podendo ficar isento se forem até R$ 22.847,76 ou até mesmo ser tributado em 27,5% se a soma da base tributável ficar acima de R$ 55.976,16

Tabela Compensável do IR

A tabela progressiva também pode ser chamada de compensável. Esse nome se deve ao ajuste que será feito na declaração anual de imposto de renda. 

Haverá uma “compensação” de alíquota de acordo com a base atingida. Isso ocorre, pois, ao fazer um resgate do investimento, o imposto retido na fonte (no momento do resgate) será de 15%. 

O investidor então receberá o crédito se o imposto retido for maior que o devido, ou seja, se ele pagou 15% no resgate, mas a renda total foi de até R$ 33.919,80. Da mesma forma, ele terá que pagar o ajuste se a renda ultrapassar os R$ 45.012,60. 

Por exemplo: para uma pessoa que teve renda de R$ 55.000,00, ao fazer o resgate teve o desconto de 15%, mas o total devido é de 27,5%, então, terá que pagar o restante, neste caso no valor de 12,5%.  

Tabela Regressiva de Imposto de Renda

Entendido isso, temos outra possibilidade de tabela para o plano de previdência privada, a Tabela Regressiva de Imposto de Renda

Essa tabela é a melhor opção para quem possui renda maior que R$ 2.826,65, e que vai aplicar os valores com foco no longo prazo. Entenda:

Tabela Regressiva de Imposto de Renda

Nesta tabela, quanto maior o tempo de aplicação, menor a alíquota do IR. A tabela regressiva também é chamada de definitiva. Isso porque será cobrado o valor total da alíquota de acordo com o período aplicado, no momento do resgate.

Sugestão do editor: para saber mais, leia:

Previdência Privada: como investir para sua aposentadoria
Previdência Privada: o longo prazo de sombra e água fresca

Como escolher o plano certo de Previdência Privada

Com essas informações, já é possível saber qual a tabela ideal de acordo com a sua realidade e objetivos. Mas, para ter sucesso, ainda temos um passo extremamente importante: o fundo onde os valores serão aplicados.

Vamos deixar esse ponto para a próxima conversa, porque aqui tenho muitas informações importantes! Não vai perder, hein! Acompanhe nossa série de artigos que sua aposentadoria vai ser sucesso!! Até mais!

Share:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Most Popular

Get The Latest Updates

Subscribe To Our Weekly Newsletter

No spam, notifications only about new products, updates.

Categories

On Key

Related Posts

Curso Start – Os primeiros passos nos Investimentos

O Start é um curso para quem busca dar os primeiros passos no mundo dos investimentos. Aqui o futuro investidor, encontrará as respostas certas para as suas dúvidas, e sentir segurança para começar a colocar o dinheiro trabalhar.