O FGC, o Fundo Garantidor de Crédito, surgiu em 1995 com a preocupação das autoridades com a estabilidade do sistema financeiro. Mas, o que é o FGC?

O Fundo Garantidor de Crédito é uma instituição privada sem fins lucrativos integrante da rede de proteção do Sistema Financeiro Nacional, que tem como objetivo proteger os investidores do risco de uma crise bancária sistêmica.

Esse sistema também visa garantir aos clientes recuperar parte do seu patrimônio investido caso a instituição financeira venha “quebrar”.

Mas precisamos entender como ele funciona para não sermos pego desprevenidos, pois o mesmo possui algumas regras importantes.

O que é o FGC e como funciona

O FGC realiza o pagamento da garantia às pessoas físicas e jurídicas com depósitos elegíveis de até R$250 mil por CPF ou CNPJ e por instituição financeira.

Ou seja: se você tem aplicações financeiras garantidas pelo FGC de até R$250 mil e a instituição financeira na qual você aplicou esse recurso quebre, você terá seu investimento assegurado, e o FGC devolve o capital investido.

Porém, se você possuir R$500 mil investidos nesta instituição financeira, e ela falir, R$250 mil serão assegurados pelo FGC, mas os R$250 mil restantes não.

Mas, há a possibilidade de você distribuir esses R$ 500 mil em duas instituições diferentes (R$250 mil em cada) ampliando a sua proteção de crédito. Uma vez que a garantia se estende por instituição financeira.

Mas aí, você pode se perguntar: então, quer dizer que se eu fizer conta em infinitas instituições financeiras, eu terei proteção infinita para o meu patrimônio? Não é bem assim!

Qual é a cobertura máxima do FGC

A garantia de crédito feita pelo FGC tem uma cobertura limite de R$ 1 milhão por CPF, e o mesmo se reativa a cada quatro anos.

Por exemplo: você possui um patrimônio de R$1 milhão investido em ativos cobertos pelo FGC e distribuídos em 4 instituições financeiras distintas. Uma dessas instituições “quebra” e declara falência, o FCG te restitui os R$250 mil, o que garante seu patrimônio de R$ 1 milhão.

Mas, a sua cobertura de crédito para novas quebras será de R$750 mil. Sendo que apenas após quatro anos a sua garantia é reativada e, com isso, volta a ser de R$ 1 milhão.

O FGC cobre conta conjunta?

Outro detalhe está relacionado à quem possui conta conjunta, pois, a garantia oferecida pelo Fundo, como falado anteriormente, cobre patrimônio de até R$ 250 mil por CPF e por instituição financeira. Mas, no caso de uma conta conjunta, essa garantia é apenas por instituição financeira.

Caso um casal tenha conta conjunta em um banco e ele quebre, e os mesmos possuírem aplicações de R$ 250 mil em ativos cobertos pelo FGC, será devolvido R$125 mil reais para cada titular da conta conjunta.

Quais produtos são cobertos pelo FGC

Agora que você já sabe o que é FGC e como funciona, veja quais produtos são cobertos pelo Fundo Garantidor de Crédito:

  • Depósitos a vista ou sacáveis mediante aviso prévio;
  • Poupança;
  • Letra de Câmbio (LC);
  • Letras hipotecárias (LH);
  • Letras de crédito imobiliário (LCI);
  • Letras de crédito do agronegócio (LCA);
  • Depósito a prazo com ou sem emissão de certificado (CDB e RDB)

Como o FGC arrecada dinheiro

Segundo dados do Censo Mensal FGC, publicado em dezembro de 2021, os depósitos elegíveis à garantia somam quase R$ 3,4 trilhões.

Mas quando consideramos as regras aplicadas pelo Fundo Garantidor de Crédito, este montante chegou a R$ 1,7 trilhão. O que no cenário atual corresponde a uma cobertura de 99,7% do total de quase 418 milhões de contas existentes.

E com essas informações, uma dúvida pode surgir: como o FGC arrecada capital para proteger essas contas?

E a resposta para tal pergunta é que as instituições financeiras associadas ao FGC contribuem mensalmente com o valor de 0,0125% sobre o montante dos saldos das contas que correspondem aos produtos garantidos pelo FGC. Saiba mais.

Agora que conhecemos melhor o FGC, conseguimos gerar melhores opções para alocar nosso capital, trazendo uma segurança maior na nossa tomada de decisão, para construir nosso patrimônio.

Preencha o formulário abaixo e solicite um Diagnóstico Financeiro Gratuito com os assessores da Sacre Investimentos. Até o próximo artigo.