Se você já leu ou ouviu algo sobre finanças, provavelmente já ouviu falar dos juros compostos. Em muitos casos, você verá esse termo sendo utilizado em investimentos ou em operações de crédito. 

Como você verá os exemplos abaixo, os juros compostos podem ser um grande aliado ou um vilão.

Mas, o que é o juro composto e qual a sua diferença com o juro simples?

O que é juro simples

Denominado como juro simples, esta é a operação mais fácil de ser compreendida, tendo em vista que o valor dos juros é calculado em cima do montante da operação.

Exemplo: se você emprestar R$ 100,00 a um amigo com um juros simples de 1% ao mês, o juros sempre será de 1% em cima de R$ 100,00.

Sendo assim, caso o amigo demore um ano para quitar o empréstimo, o valor total a ser pago será de R$ 112,00 (R$ 1 de juro ao mês x 12 meses + os R$ 100,00 iniciais). 

O que é juros compostos

Agora, o que chamamos de juros compostos ou juros sobre juros, tem um poder maior de multiplicação. Essa conta é em cima do valor do montante da operação + juros simples.

Exemplo: se você investir R$1.000,00 a uma taxa de juros de 1% ao mês, no segundo mês os mesmos 1% será incidido sobre R$1.010,00 e não em cima de R$1.000,00.

Importante ressaltar que, o poder dos juros compostos fica ainda maior em períodos mais longos.

Imagine a operação do exemplo acima aplicada em um tempo de 20 ou 30 anos? É por isso que, no início deste texto, mencionei que os juros compostos podem ser um aliado ou um vilão.

Investimentos com juros compostos

Como saber o poder da força dos juros compostos como meu aliado? Vamos usar um exemplo de uma aplicação de R$10.000,00 em um CDB pagando 14% a.a. com vencimento de 4 anos. E, reforço: trata-se de uma simulação, ok?

Investimentos com juros compostos

Podemos ver que, no 1° ano, o valor é o mesmo, mas ao passar do tempo, a diferença entre o montante aplicado com juros compostos fica cada vez maior se comparado com a aplicação dos juros simples.

Isso fica ainda mais evidente se alongarmos o prazo. Se levarmos em consideração essa mesma taxa, mas para 15 anos, veja a diferença entre as duas aplicações:

Aplicação juros simples: R$31.000,00

Aplicação juros compostos: R$71.379,38

Uma diferença de R$40.379,38.

Disclaimer: todos os exemplos mostrados neste artigo têm taxas hipotéticas e apresentam rendimentos brutos, livres de Imposto de Renda ou quaisquer taxas;

Assessoria para investir com juros compostos

O exemplo de investimento com juros compostos que trouxe neste artigo mostra a importância de saber usar o poder dos juros compostos a nosso favor, sempre com uma boa gestão de carteira. Com isso, o impacto que temos no longo prazo é incrível!

Clique aqui e solicite o meu contato para montar ou avaliar seu portfólio. Estamos à disposição, e até o próximo artigo!